Quebrai as resistências abjetas de meu coração

Minha Mãe, Vós sois Rainha de todas as almas, mesmo das mais duras e empedernidas que queiram abrir-se a Vós. Suplico-Vos, pois: sede Soberana de minha alma; quebrai os rochedos interiores de meu espírito e as resistências abjetas do fundo de meu coração. Dissolvei, por um ato de vosso império, minhas paixões desordenadas, minhas volições péssimas e o resíduo dos meus pecados passados que em mim tenham ficado. Limpai-me, ó minha Mãe, a fim de que eu seja inteiramente vosso.

Plinio Corrêa de Oliveira (Composta em 31/5/1972)

Revista Dr Plinio 257 (Agosto de 2019)

Envie seu comentário

Você pode estar interessado