Largamente atendidos

Do fundo das infidelidades crônicas que nos perturbam, das sombras dos pecados que cometemos no passado, das insatisfações conosco mesmos, devemos pedir à Santíssima Virgem nos alcance a graça especial de compreendermos como Ela nos auxilia e ampara, até o inimaginável. Nossas misérias são uma razão especial para Lhe suplicarmos a cura dos males que nos afligem. E por maior horror que nos inspirem nossos defeitos interiores, nem por isso deixará de ser verdade que, levantando os olhos para Maria, com firme e inabalável confiança, seremos por Ela largamente atendidos.

Plinio Corrêa de Oliveira (Extraído de conferência em 23/5/1964)

Envie seu comentário

Você pode estar interessado