São Vicente de Paulo, Presbítero, Fundador

Nascido em Pouy, Dax, França em 24 de Abril de 1581 de família humilde.
Em 1600 é nomeado capelão da Rainha Margarida de Valois; dois anos mais tarde, é pároco de Clichy e, no ano seguinte, perceptor na célebre família “De Gondi”.
Em 1617 decide consagrar a sua vida ao serviço dos Pobres.
Em 1625 funda a Congregação da Missão para evangelizar o povo do campo, mas também para a formação do Clero.
Em 1633, com Luisa Marillac, funda a Filhas da Caridade.
S. Vicente foi “um plasmador de consciências, um conquistador de almas, um anunciador e um profeta da Caridade de Cristo, um verdadeiro homem de Deus”.

Morreu em 27 de Setembro de 1660

Visitando disfarçado a prisão de Marselha ficou muito penalizado com um dos prisioneiros e  se ofereceu para sofrer-lhe a pena pelo resto da vida. Semelhante oferta foi aceita, e Vicente levou por algumas semanas as cadeias de ferro dos galeotes – até que se descobriu que se tratava do Capelão-Mor da França

Depois dos apóstolos, talvez não haja homem que mais tenha prestado serviços à Igreja católica e à humanidade inteira. Para contribuir à santificação do clero e do povo cristão, instituiu uma congregação de missionários, que foi digna do autor, e continua a propagar a fé em todo o mundo.

Estabeleceu retiros espirituais, criou seminários, instituiu a congregação das filhas da Caridade, fundou um hospital de crianças relegadas, hospitais para velhos, insanos, presos e mendigos.

 

São Vicente de Paulo, rogai por nós!

 

Com Santo Eleázar de Sabran, conde de Ariano, que, observando a virgindade e todas as virtudes com sua esposa, a Beata Delfina, morreu na flor da idade. Vivia a vida normal de um nobre da corte, o que na época implicava entre outras coisas, vestir roupas magníficas.