São Paulino de Nola, Bispo

Nasceu de rica família Senatorial, em Bordéus (França) no ano de 355.

Desde jovem seguiu a carreira política e exerceu importantes cargos públicos. Contraiu matrimônio e teve um filho.

Com desejos de vida austera, recebeu o Batismo em 389, vendeu seu imenso patrimônio e abraçou a vida monástica, indo estabelecer-se em Nola (Itália) onde fundou uma pequena comunidade de ascetas, junto com sua esposa, que aderiu à continência do marido.

Mais tarde, foi sagrado Bispo desta cidade onde ficou por 22 anos.

Empenhou-se generosamente em ajudar os peregrinos e aliviar todas as necessidades do seu tempo. Compôs uma coleção de poemas, notáveis pela elegância do seu estilo.

Os santos João Fisher, Bispo, e Tomás Moro, mártires, que, por se terem oposto ao rei Henrique VIII na controvérsia sobre o seu matrimônio e sobre o primado do Romano Pontífice, foram encarcerados na Torre de Londres, na Inglaterra.

João Fisher, Bispo de Rochester, homem ilustríssimo pela sua erudição e dignidade de vida, foi degolado neste dia diante do cárcere por ordem do próprio rei.

Tomás Moro, pai de família digníssimo e presidente do conselho real, por causa da sua perseverança na fidelidade à Igreja católica, no dia sete de Julho foi associado ao martírio do venerável pontífice.

Santos Paulino de Nola, João Fisher e Tomas Moro, rogai por nós!

Oração – Que a obediência, o zelo pastora e o martírio estejam sempre presentes em nossos coração para o bem da Igreja. Amém.

Paulino: Significa “de Paulo”, “pertencente aquele que é pequeno”, “na natureza do baixo”. É um nome originado no latim Paulinus, e quer dizer “de Paulo,

Com Santo Eusébio, Bispo de Samosata, que, no tempo do imperador ariano Constâncio, disfarçado com veste militar visitava as Igrejas de Deus para as fortalecer na fé católica.