São Jerônimo, Presbítero, Doutor da Igreja

Presbítero e doutor da Igreja, nascido na Dalmácia, na atual Croácia, estudou em Roma, onde adquiriu uma vastíssima cultura literária e aí recebeu o Batismo.

Atraído pelo valor da contemplação e da vida ascética, partiu para o Oriente e foi ordenado presbítero.

Regressou a Roma e foi secretário do Papa São Dâmaso. Nesta época começou a revisão das traduções latinas da Sagrada Escritura e promoveu a vida monástica.

Mais tarde estabeleceu-se em Belém, onde continuou a tomar parte muito ativa nos problemas e necessidades da Igreja, dedicando-se com exímia competência a traduzir e explicar a Sagrada Escritura dos textos originais.

Escreveu muitas obras, principalmente comentários à Sagrada Escritura e manteve abundante correspondência.

Morreu em Belém no ano 420.

São Jerônimo foi um desses homens raros, e a simples enunciação do seu nome é mais expressiva do que qualquer elogio.

 

São Jerônimo, rogai por nos!

Oração – ajudai-nos a considerar o ensinamento que nos vem da Bíblia acima de qualquer outra doutrina, já que é a palavra e o ensinamento do próprio Deus. Amém

Jerônimo: Significa “nome sagrado”. Tem origem no nome grego Hierónymus, composto pela união dos elementos hiéros, que significa “sagrado” e onyma, onoma que quer dizer “nome”

 

Com São Francisco de Borja, descendente da família Borja. Nasceu em Gandia, Espanha, em 1510. Casado e pai de 8 filhos, foi vice-Rei da Catalunha, mas jamais descuidou da sua fé. Viúvo, deixou tudo e entrou para a Companhia de Jesus, da qual foi Comissário Geral. Fundou as Missões na América do Sul.

 

2. Em Piacenza, na atual Emília-Romanha, região da Itália, Santo Antonino, mártir, († 303)

3. Em Soleure, território dos Helvécios, na atual Suíça, os santos Urso e Vítor, mártires, pertenceram à Legião Tebana, († c. 320)

4. Na Armênia, São Gregório o Iluminador, bispo, que, depois de ter realizado grandes trabalhos, se retirou numa caverna junto à confluência dos dois ramos do rio Eufrates e aí descansou em paz. É considerado o apóstolo dos Armenos, († c. 326)

5. Em Marselha, na Provença, atualmente na França, Santa Eusébia, virgem, († c. 497)

6. Em Cantuária, na Inglaterra, Santo Honório, bispo, monge romano quando o papa Gregório Magno o enviou como companheiro de Santo Agostinho para evangelizar a Inglaterra, († 653)

8. Em Nusco, na Hirpínia, hoje na Campânia, região da Itália, Santo Amado, bispo, († 1093)

7. Em Roma, São Simão, monge, anteriormente conde de Crepy, na França, renunciou ao matrimônio e a tudo, morreu em Roma e foi sepultado na basílica de São Pedro, († 1082)

9. Em Die, na França, Santo Ismidão, bispo, que, († 1115)

10. Em Pêsaro, no Piceno, Marcas, região da Itália, a Beata Felícia Meda, abadessa, († 1444)

11. Em Roma, São Francisco de Borja, presbítero, viúvo, oito filhos, entrou na Companhia de Jesus e foi eleito superior geral da Ordem, sendo memorável pela sua austeridade de vida e espírito de oração, († 1572)

12. Num barco-prisão ao largo de Rochefort, no litoral da França, o Beato João Nicolau Cordier, presbítero e mártir, Revolução Francesa, († 1794)

13. Em Lanzo, localidade próxima de Turim, na Itália, o Beato Frederico Albert, presbítero, fundador, († 1876)

14. Em Lisieux, na França, o dia natal de Santa Teresa do Menino Jesus, cuja memória se celebra no dia seguinte, († 1897)