São Francisco de Sales, Bispo, Fundador, Doutor da Igreja

Primogênito dos treze filhos dos Barões de Boisy.

Foi Bispo de Genebra, na Suíça, tendo vivido entre 1567 e 1622. Viu-se logo cercado pelos calvinistas que, naquele tempo, eram tomados por uma grande aversão contra tudo o que fosse católico. Ao invés de brigar e de se entregar à oposição, fez valer esta máxima: “Mais moscas se caçam com um pingo de mel do que com um barril de vinagre”.

Estudou retórica, filosofia e teologia que lhe permitiu ser depois o grande teólogo, pregador, polemista e diretor espiritual que caracterizaram seu trabalho apostólico. Recebeu também lições de esgrima, dança e equitação, para complementar sua já apurada formação

Enfrentou vitoriosamente, em controvérsias públicas, os mais reputados teólogos protestantes. Pela pregação, pelos escritos e pelo aconselhamento espiritual realizou prodígios de apostolado.

Passou a vida escrevendo. Seus dois livros – “Tratado do Amor de Deus” e “Introdução à Vida Devota” são lidos hoje com a mesma facilidade e interesse como no tempo em que foram escritos.

Dirigiu e conduziu à santidade grandes almas da nobreza, que desempenharam papel preponderante na reforma religiosa empreendida na época com madre Joana de Chantal. Fundou a Ordem da Visitação e foi capaz de interpretar o que Deus deseja e o que está no íntimo de cada coração humano.

Ao lembrarmos a figura dos santos de hoje sentimo-nos convidados a integrar o mundo de Deus e o mundo dos homens num único grande amor: Cristo, que é o Caminho, a Verdade e a Vida.

É padroeiro dos jornalistas e escritores católicos.

São Francisco de Sales, rogai por nós

Oração – Nas Vossas mãos, bom Deus, Entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, O meu entendimento e toda a minha vontade. Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

Francisco: Significa “francês livre”, ou “aquele que vem da França”. O nome Francisco tem origem no latim Franciscus

 

Com São Feliciano, Bispo de Foligno.