São Francisco de Paula, Presbítero, Fundador

Filho de lavradores, nasceu na Calábria em 1416, num povoado chamado Paula. Aos 13 anos, ingressou no convento dos franciscanos.

Em 1435, deixou o convento, seguido por alguns discípulos, para fundar a ordem dos Mínimos ou ordem dos Eremitas de São Francisco.

Aos três votos habitualmente firmados pelos franciscanos : pobreza, castidade e obediência, São Francisco acrescentou mais um, o do jejum quaresmal. O mosteiro da ordem foi construído em 1454, em Cosenza, do qual foi nomeado superior. São Francisco era conhecido pelos milagres que o acompanhavam. Certa vez, por não ter como atravessar o estreito de Messina, devido à recusa dos barqueiros, estendeu o seu manto sobre as águas alcançando, dessa maneira, o porto. Numa outra ocasião, o Rei da França, Luís XI, pediu ao Papa que lhe fosse enviado o frei calabrês para curá-lo de uma grave doença.

O Papa Sisto IV mandou que Francisco de Paula fosse à França, pois o Rei, Luís XI, estava muito doente e desejava preparar-se para a morte ao lado do famoso monge. A conversão do Rei foi extraordinária. Antes de morrer, restabeleceu a paz com a Inglaterra e com a Espanha e nomeou Francisco de Paula Diretor espiritual do seu filho, o futuro Carlos VIII, rei da França.

Milhares de homens decidiram abandonar a vida do mundo e foram para o mosteiro de Francisco de Paula, por isso teve de fundar muitos outros. A fama de seus dons de cura, prodígios e profecia chegou ao Vaticano, e o Papa Paulo II resolveu mandar um comissário pessoalmente averiguar se as informações estavam corretas. E elas estavam, constatou-se que Francisco de Paula era portador de todos esses dons. Ele previu a tomada de Constantinopla pelos turcos, muitos anos antes que fosse sequer cogitada, assim como a queda de Otranto e sua reconquista pelos cristãos.
Devido à sua fama, São Francisco de Paula atraiu muitos jovens à vocação religiosa.

São Francisco de Paula partiu para junto de Deus no dia 02 de abril de 1507, numa sexta-feira santa, aos 91 anos de idade. É o padroeiro dos marinheiros.

São Francisco de Paula, rogai por nós!

Oração – Libertai os nossos corações da insensatez e da lentidão para crer  no que Vosso Filho Jesu revelou: O Mistério de Sua Paixão, Morte e Ressurreição. Permanecei conosco, Senhor. Amém.

Com Santa Teodora, virgem de Tiro, mártir, lançada ao mar.