São Francisco de Assis, Presbítero, Fundador

É um dos santos mais amados. Recordado nessa data há 800 anos.

É um farol para a Igreja pela sua plena adesão ao Evangelho, que lhe conferiu o nome de “alter Christus”: a escolha da pobreza para encontrar o Senhor, o amor a Deus Pai e aos irmãos, o respeito pela criação.

Nasceu na cidade de Assis, Úmbria, Itália, no ano de 1182, de pai comerciante,  gostava das alegres companhias e gastava com certa prodigalidade o dinheiro do pai. Sonhou com as glórias militares, procurando desta maneira alcançar o “status” que sua condição exigia, e aos vinte anos, alistou-se como cavaleiro no exército de Gualtieri de Brienne, que combatia pelo Papa.

Em Espoleto, teve um sonho no qual era convidado a seguir de preferência o Senhor do que o servo, e em 1206, aos 24 anos de idade, para espanto geral, abandonou tudo: riquezas, ambições, e até a roupa que usava, para desposar a Senhora Pobreza e repropor ao mundo, em perfeita alegria, o ideal evangélico de humildade, pobreza e castidade.

Andava errante e maltrapilho, numa verdadeira afronta e protesto contra sua sociedade burguesa. Passando um dia pela igreja de São Damião, abandonada e quase em ruínas, levado pelo Espírito, entrou para rezar e se ajoelhou devotamente diante do Crucifixo. Tocado por uma sensação insólita, sentiu-se todo transformado.

Pouco depois, a imagem do Crucificado moveu os lábios e falou chamando-o pelo nome, disse: “Francisco, vai e repara a minha casa que, como vês, está em ruínas”.

Aos 25 anos, Francisco deu início à sua vida religiosa. Com alguns amigos deu início ao que seria a Ordem dos Frades Menores ou Franciscanos, aprovada pelo Papa Inocêncio III.

A vida do santo é caracterizada por intensa pregação e incessantes viagens missionárias, para levar aos homens, frequentemente armados uns contra os outros, a mensagem evangélica.

Em 1220, voltou a Assis após ter peregrinado à Terra Santa, ido à Síria e ao Egito.

Debilitado fisicamente pelas duras penitências, entrou na última etapa de sua vida, que assinalou a sua perfeita configuração a Cristo, até fisicamente, com os estigmas, recebidos no monte Alverne, a 14 de setembro de 1224.

Oração – Glorioso São Francisco, santo da simplicidade, do amor e da alegria, que no céu contemplais as perfeições infinitas de Deus, lançai sobre nós o vosso olhar cheio de bondade. Socorrei-nos em nossas necessidades espirituais e corporais. Rogai ao nosso Pai e Criador, que nos conceda as graças que pedimos por vossa intercessão, vós que sempre fostes tão amigo dele. E inflamai o nosso coração de amor sempre maior a Deus e aos nossos irmãos, principalmente os mais necessitados.

São Francisco de Assis, rogai por nós!

 

 

Com São Petrônio, Bispo, que passou das responsabilidades políticas ao ministério sacerdotal e ilustrou com os seus escritos e o seu exemplo a natureza do ministério episcopal. Padroeiro da Bolonha.