São Clodoaldo, Presbítero

Neto do rei Clóvis e de Santa Clotilde, por ter sido poupado na chacina praticada por seus dois tios contra seus dois irmãos, cortou os cabelos com as próprias mãos e, renunciando ao mundo, foi procurar São Severino, que morava nas imediações de Paris, fechado numa cela, e dele recebeu o hábito religioso.

Chacina que deu à terra o primeiro santo da raça dos reis francos e seu primeiro protetor no céu. É o primeiro príncipe francês elevado à honra dos altares.

Praticou todas as austeridades da vida monástica e deu aos mosteiros e às igrejas tudo quanto lhe restava, ou que recebeu como herança depois de ter-se reconciliado com seus tios.

São Clodoaldo, rogai por nós!

Oração – Que a intercessão de São Clodoaldo, nos seja uma recomendação, Senhor, para podermos obter por sua proteção, o que não ousamos esperar de nossos méritos.

Clodoaldo: Significa “governador ilustre”, “príncipe ilustre”, “senhor famoso”. Tem origem no nome germânico Hlodowald, composto pela junção dos elementos hlot, que quer dizer “fama” e wald, que significa “governador, senhor, príncipe”.

 

Com santa Regina , seu pai preferiu matá-la, ainda muito jovem, do que passar vergonha por ter uma filha cristã e era portadora de grande beleza.

1. Em Alésia, na Gália, hoje Alise-Sainte-Reine, na França, Santa Regina, mártir, († data inc.)

2. Em Pompeiópolis, na Cilícia, na hodierna Turquia, São Sozonte, mártir, († data inc.)

3. Em Benevento, Campânia, Itália, mártires Festo, diácono, e Desidério, leitor, († s. IV)

4. Em Orleães, na Gália Lionense, hoje na França, Santo Evúrcio, bispo, († s. IV)

5. Em Aosta, nos Alpes Graios, atualmente na Itália, São Grato, bispo, († s. V)

6. Em Breuil, território de Troyes, França, os santos Memório e companheiros, mártires, mortos por Átila, rei dos Hunos, († s. V)

7. Em Châlons-sur-Marne, na Gália Lionense, hoje na França, Santo Alpino, bispo, († s. V)

8. Em Nogent-sur-Seine, Paris, França, São Clodoaldo, presbítero, de família régia, acolhido por sua avó Santa Clotilde, († 560)

9. Em Albi, na Aquitânia, França, Santa Caríssima, virgem reclusa, († s. VI/VII)

10. Em Maubeuge, Hainaut, Austrásia, França, Santa Madelberta, abadessa, que sucedeu a sua irmã, Santa Adeltrudes, († c. 705)

11. Na Flandres, Austrásia, atual Bélgica, a comemoração de Santo Hilduardo, bispo, († c. 760)

12. Em Toul, Lorena, França, São Gauzelino, bispo, († 962)

13. Em Gúbbio, na Úmbria, Itália, São João de Lódi, bispo, companheiro de São Pedro Damião nas suas missões pontifícias, († c. 1106)

14. Em Die, na França, Santo Estêvão de Châtillon, bispo, († 1208)

15. Em Kosice, montes Cárpatos, Eslováquia, os santos mártires Marcos Crisino, presbítero de Esztergom, Estêvão Pongracz e Melchior Grodziecki, presbíteros, que nem a fome nem a tortura da roda nem os tormentos do fogo puderam induzir a abjurar da fé católica, († 1619)

16. Em Nagasáki, no Japão, os beatos mártires Tomás Tsuji, presbítero, Luís Maki e seu filho João, que foram condenados à fogueira por causa da sua fé cristã, († 1627)

17. Em Londres, na Inglaterra, os beatos Randolfo Corby e João Duckett, presbíteros e mártires, († 1644)

18. Num barco-prisão ancorado ao largo de Rochefort, na França, os beatos Cláudio Barnabé Laurent de Mascloux e Francisco d’Oudinot de la Boissière, presbíteros e mártires, durante a Revolução Francesa, († 1794)

19. Na ilha de Woodlark, na Oceania, o Beato João Baptista Mazzucóni, presbítero e mártir, morto a golpe de machado em ódio à fé cristã, († 1855)

20. Em Parma, na Emília-Romanha, região da Itália, a Beata Eugénia Picco, virgem, († 1921)

21. Em Varsóvia, na Polônia, o Beato Inácio Klopotowski, presbítero, fundador, († 1931)

22. Em Gandia, Valência, na Espanha, a Beata Ascensão de São José de Calasanz (Ascensão Lloret Marco), virgem e mártir, († 1936)

23. Em Hueva, perto de Guadalajara, Espanha, o Beato Félix Gómez-Pinto Piñero, presbítero e mártir, († 1936)

24. Em Barcelona, Espanha, os beatos mártires António Maria de Jesus (António Bonet Seró), presbítero e Marcelo de Santa Ana (José Maria Masip Tamarit), religioso, ( † 1936)

25. Em Toledo, Espanha, o Beato Tirso de Jesus Maria (Gregório Sánchez Sancho), presbítero e mártir, († 1936)