Santo Homobono, Comerciante

Nasceu em Cremona, na Itália, Homobono que significa “homem bom”, filho de um modesto alfaiate e comerciante de tecidos.

Os pobres, os desvalidos, os esquecidos e marginalizados encontravam nele o amparo necessário, de todos se fez amigo e deles recebeu o título de “Pai dos Pobres”.

Era tudo para todos, levava alegria aos tristes, consolo aos desanimados, amparo aos necessitados, e esperança aos esquecidos e marginalizados.

Antes do expediente, logo pela manhã fazia suas matinas; assistia a Santa Missa e aí sim abria o comércio com grande alegria. Sempre repetia que: “Sem a benção de Deus nada se faz”, para ele era essa a maior expressão de verdade.

Toda a Itália sofreu com o caos econômico, o dinheiro perdera seu valor, todos sentiram os terríveis efeitos da crise, os pobres ainda mais, e era na porta da sua casa que uma multidão se aglomerava em busca do pão.

Num determinado dia, distribuiu todos os pães, e tudo o que tinha na dispensa. Sem reservar nada para os seus.
A noite sua esposa dirigiu-se a dispensa para se certificar do estrago que o marido fizera e pensando encontrar as prateleiras vazias, assiste estupefata o milagre da multiplicação. Tudo que possuíam antes continuava lá, e ainda em maior quantidade.

Tocada pela graça, ela implora o perdão do marido e de Deus, desde aquela data não só aceitou a generosidade de Homobono, como também o incentivava a fazer mais caridade.

No dia 13 de novembro de 1197, estando com sua esposa assistindo a Santa Missa é acometido de um mal súbito, e ali une-se aquele que era a razão de sua existência.

Ecoaram os gritos e soluços pelas ruas e praças de Cremona “Morreu o Pai dos Pobres”. Milhares de pessoas vieram ao seu funeral para manifestar gratidão e reconhecimento.

Seu sepultamento foi grandioso e todo o povo, em lágrimas, despedia-se do Santo “Homem Bom”!

“Patrono dos alfaiates, costureiras, e dos comerciantes de tecidos”.

Santo Homobono, rogai por nós!

Oração – Santo Homobono, de ti aprendemos que a esmola dada ao pobre não consome a fortuna. Ajudai-nos e sermos caridosos. Amém

 

 

 

Com São Nicolau I, Papa, que se distinguiu pela sua energia apostólica em confirmar a autoridade do Romano Pontífice em toda a Igreja de Deus.