Santo Atanásio, Bispo de Alexandria, Doutor da Igreja

Foi desterrado cinco vezes por defender a religião. Nasceu na Alexandria, Egito, no ano de 297. Sendo ainda criança no ano 311, presenciou o martírio do seu Bispo Pedro de Alexandria e de outros cristãos, mortos na perseguição que realizaram os pagãos. Soube com alegria que, no ano 313, o imperador Constantino declarava a liberdade religiosa para os cristãos.

Com grandes qualidades para a oratória e uma brilhante inteligência, dedicou-se a preparar-se para o sacerdócio, e sendo diácono foi escolhido como secretário de Alexandre, Arcebispo de Alexandria. Aos 23 anos escreveu seu primeiro livro sobre a Encarnação de Jesus Cristo.

Naquele tempo apareceu em Alexandria um herege chamado Ario, que negava a natureza divina de Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro Homem. Atanásio  dedicou-se a combater este heresia. Colaborou para que os Bispos do mundo se reunissem para discutir sobre esta heresia que tanto dano estava causando à Igreja.

Exilado por Constantino, chamado de volta e exilado novamente por Constâncio, acossado pelos por Juliano e por Valente, caluniado, difamado pelos arianos, seu episcopado de quarenta e seis anos não foi senão uma série continuada de provações e de perseguições pela fé católica.

Jamais puderam promessas nem ameaças vergá-lo, nem reveses abatê-lo, nem artimanhas enganá-lo. As pessoas de todas as condições encontravam nele algo que admirar, que imitar.

Santo Atanásio, rogai por nós!

Oração – Deus, nosso Pai, cremos com toda a mente e com todo o coração que Jesus, vosso Filho, é verdadeiramente homem e verdadeiramente Deus. É o “Verbo de Deus que se fez carne e habitou entre nós …”. É a Ternura e a Misericórdia do Pai manifestada aos homens, aos homens de boa vontade, amantes da justiça e da verdade. É o Ressuscitado que caminha junto com o povo na sua luta de libertação, continuamente nos convocando à comunhão e à fraternidade. Pelo seu Espírito confessamos: Jesus é o Senhor.”

O nome Atanásio significa Imortal. (Grego): Aquele que não morre.

Com São José Nguyen Van Luu, mártir, sendo agricultor e catequista.