Santo Antônio Maria Zaccaria, Presbítero

Nasceu por volta de 1502 em Cremona e sua ficou viúvo aos 18 anos. Rico, vestia-se com modéstia e escolheu ser médico para ficar mais perto da gente humilde e servir o próximo.

Com 26 anos, fez-se sacerdote e partiu para Milão, onde com a ajuda de  Tiago Morigia e Bartolomeu Ferrari, seus amigos, fundou a Congregação dos Clérigos Regulares de São Paulo, os “Barnabitas”, porque residiam junto à igreja de São Barnabé, em Milão. Seguiam uma Regra e professavam os votos religiosos sem se considerem monges ou frades.

Seu carisma específico era evangelizar e administrar os sacramentos, promovendo a reforma do clero e dos leigos.

Paulatinamente, crescia a congregação e, com as constituições revistas por São Carlos Borromeu, em 1537, assentou-se definitivamente.

Com a ajuda de Luísa Torelli, Condessa de Guastalla, surgiu a congregação feminina das Angélicas, para  a reforma dos mosteiros femininos.

Santo António Maria Zacarias ajudou na preparação do Concílio de Trento, cuja influência ainda persiste na Igreja de nossos dias.

Foi também promotor da devoção à Eucaristia e da adoração ao Santíssimo Sacramento.

Em Vicência, Zaccaria adoeceu gravemente. Obrigado a voltar pra Cremona, abatido e fraco, encontrou a mãe alarmada, toda banhada em lágrimas. O Santo sorriu-lhe. Olhou-a muito ternamente:

– Ah! Doce mãe! exclamou. Não chores mais! Logo tu te alegrarás comigo na glória eterna, onde espero entrar agora!

Morreu em 1539, aos 37 anos

Santo Antônio Maria Zaccaria, rogai por nós!

Oração – Senhor, que escolhestes na vossa Igreja Santo Antônio Maria Zaccaria, para mostrar aos homens o caminho da salvação, concedei-nos que o seu exemplo nos ajude a seguir Jesus Cristo, nosso Mestre, para possamos alcançar um dia, juntamente com os nossos irmãos e irmãs, a glória do vosso reino

 

Com  as santas irmãs Teresa Chen Jinxie e Rosa Chen Aixie, virgens e mártires, trespassadas pelos golpes das lanças dos seus verdugos.