Santo Afonso Rodriguez, Presbítero, Porteiro

Educado no colégio jesuíta de Alcalá, teve de abandonar os estudos para tomar o lugar do pai no comércio de tecidos, casando-se aos 27 anos de idade.

Tendo perdido a esposa e os filhos, angustiado procurou continuar a sua vida como comerciante, mas sofreu alguns prejuízos consideráveis no negócio, caindo em dívidas e a cada dia perdendo mais o gosto pelas coisas materiais.

Sentindo-se chamado para a vida religiosa, ingressou na Companhia de Jesus como simples irmão coadjutor. Durante quase quarenta anos foi religioso exemplar, exercendo o humilde mister de porteiro.

Foi neste posto, aparentemente tão insignificante, que se elevou à mais alta santidade, conservando a ideia de Deus continuamente presente no seu espírito, vivendo em permanente mortificação, obedecendo com humildade perfeita aos seus superiores, e dando provas de uma ilimitada caridade, de uma complacência e uma mansuetude inalteráveis, fosse em relação a seus irmãos, fosse em relação aos alunos e aos estrangeiros que frequentavam o colégio.

Várias vezes, viram-no arrebatado em êxtase enquanto orava, mas os dons de Deus não lhe enchiam de vaidade o coração. Santo Afonso Rodriguez era de facto um grande mestre na oração.

Foi quem Confessor preparou São Pedro Claver, que seria o apóstolo dos escravos negros.

Dotado de dons sobrenaturais e carismas, desenvolveu grande apostolado, chegando a possuir numeroso grupo de discípulos, entre os quais São Pedro Claver.

Deixou escritos que revelam uma sabedoria nada livresca, muito verdadeira e profunda.

Foi canonizado pelo Papa Leão XIII.

Santo Afonso Rodriguez, rogai por nós!

Oração – Ó Deus, concedei-nos, pelas preces de Santo Afonso Rodrigues, a quem destes perseverar na imitação de Cristo, seguir a nossa vocação com fidelidade e chegar àquela perfeição que nos propusestes em vosso Filho. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Afonso: Significa “inclinação nobre”, “pronto para a nobreza”, “nobre aptidão”, “apto para ser nobre”. O nome Afonso tem origem no germânico Adalfuns

 

Com São Quintino, mártir, da ordem senatorial, que padeceu por Cristo no tempo do imperador Maximiano.

 

1. Em Alexandria, no Egito, Santo Epimáquio de Pelúsio, mártir, que, segundo a tradição, no tempo da perseguição do imperador Décio, ao ver como o prefeito obrigava os cristãos a sacrificar aos ídolos, tentou destruir a ara, sendo por isso preso, torturado e finalmente degolado, († c. 250)

2. EmVermand, hoje Saint-Quentin, na Gália Bélgica, atualmente na França, São Quintino, mártir, da ordem senatorial, que padeceu por Cristo no tempo do imperador Maximiano, († s. III)

3. Em Fosses, no Brabante da Austrásia, no território da atual Bélgica, São Felano, presbítero e abade, que, nascido na Irlanda e irmão e companheiro de São Furseu, foi sempre fiel à observância monástica da sua pátria, fundou dois mosteiros – em Fosses e em Nivelles – um para monges e outro para monjas, e no caminho entre os dois foi assassinado por salteadores, († c. 655)

4. Em Milão, Lombardia, Itália, Santo Antonino, bispo, trabalhou incansavelmente para extinguir a heresia ariana entre os Lombardos, († c. 661)

5. Em Ratisbona, Baviera, Alemanha, São Volfgango, bispo, que, depois de ter sido mestre-escola e ter abraçado a profissão monástica, foi elevado à sede episcopal, onde instaurou a disciplina do clero e, quando visitava a região de Puppingen, morreu humildemente no Senhor, († 994)

6. Em Cahors, na Aquitânia, região da França, o Beato Cristóvão de Romanha, presbítero da Ordem dos Menores, que, enviado por São Francisco, depois de muitos trabalhos para a salvação das almas, morreu já centenário, († 1272)

7. Em Riéti, na Sabina, território da Itália, o Beato Tomás de Florença Belláci, religioso da Ordem dos Menores, que, enviado à Terra Santa e à Etiópia, sofreu por Cristo o cativeiro e as torturas por parte dos infiéis e, finalmente, tendo regressado à sua pátria, descansou na paz do Senhorm, († 1447)

8. Em Youghal, perto de Cork, na Irlanda, o Beato Domingos Collins, religioso da Companhia de Jesus, que, durante um longo cativeiro, com repetidos interrogatórios e atrozes torturas, confessou firmemente a sua fé católica, consumando na forca o seu martírio, († 1602)

9. Em Palma de Maiorca, Espanha, Santo Afonso Rodríguez,  ao perder a esposa e os filhos, foi recebido como religioso na Companhia de Jesus e exerceu o ofício de porteiro durante muitos anos no Colégio, procedendo sempre com grande humildade, obediência e contínua penitência, († 1617)

10. Em Piotrkow Kujawski, localidade da Polônia, o Beato Leão Nowakowski, presbítero e mártir, que, durante a ocupação militar da Polônia, por defender energicamente a sua fé perante um regime hostil a Deus, foi fuzilado, († 1939)

11. Em Sevilha, na Espanha, Santa Maria da Imaculada Conceição (Maria Isabel Salvat y Romero), virgem, fundadora do Instituto das Irmãs da Companhia da Cruz, († 1998)