Santa Isabel, Rainha de Portugal

Santa Isabel, Rainha de Portugal

Era filha do Rei D. Pedro II de Aragão e da Rainha D. Constança e teria nascido no ano de 1270. Neta de Jaime I, o Conquistador e bisneta de Frederico II da Alemanha de quem herdou a tenacidade e a força de alma. Caracterizava-se principalmente pela bondade sem limites e pelo espírito equilibrado e justo de sua parente Santa Isabel da Hungria.

Em 1282 casou com D. Dinís, rei de Portugal. De intensa vida interior, usando o Livro das Horas, jejuava frequentemente e preferia trabalhos discretos, como coser e fazer bordados em companhia das Damas.
Mãe de D. Afonso IV, o Bravo, que teve uma vida pura – não comum na época — pela influência de sua mãe.
Ela obrigava o filho a obedecer ao pai (ele era o Rei), e não só fingia ignorar as andanças do rei, mas criava os filhos ilegítimos dele.

Seu poder moderador fez-se sentir como juíza nas rixas entre D. Dinís, seu irmão e seu filho.

Mandou construir mosteiros e hospitais.

Com a morte do marido, vestiu o hábito de Santa Clara.

Morreu em Estremoz no dia 4 de julho de 1336 e foi canonizada pelo Papa Urbano VIII, em 25 de Maio de 1625 pelo.

Milagre das rosas

Santa Isabel de Portugal, rogai por nós!

Com Beato Pedro Kibe Kasui, presbítero, S.J., e cento e oitenta e sete companheiros, mártires.