Santa Ângela de Meríci, Virgem, Fundadora

Nascida no Norte da Itália, em plena era do Renascimento, em 1474, enquanto o anjo apóstata, caído do céu ao inferno, suscitava em Wittember um monge apóstata, Lutero, para blasfemar contra as boas obras, contra os votos de castidade, de pobreza e de obediência religiosa, impelir à apostasia monges e religiosas da Alemanha, e corromper as gerações presentes e futuras, suscitava Deus na Itália uma jovem órfã para tornar-se mãe de várias congregações de santas jovens devotadas à ministração de uma educação cristã às crianças do seu sexo e a conservar, dessarte, a fé e a piedade.

Desde pequena, foi muito provada pela vida. Órfã de pai, logo depois perdeu também a mãe e a irmãzinha, com quem se identificava tanto. Após a morte do tio que a havia adotado, teve de deixar a sua cidade por causa da guerra. Depois de passar dias e dias chorando, com apenas treze anos, pediu para ingressar num convento, entrando para a Ordem Terceira de São Francisco de Assis.

O que a confortava, nessas horas dramáticas, quase insuportáveis, era a leitura da vida dos santos. A sua piedade fortalecia-se e consolidava-se pela comunicação constante com Deus-Pai. A miséria e o sofrimento não a abateram jamais. Antes, tornaram-na criativa.

Com um grupo de jovens da sua idade, começou a visitar as prisões e os hospitais, cuidando dos pobres, dos doentes e dos abandonados. Para preservar a saúde moral das famílias, concentrou ela, mais tarde, os seus cuidados, sobre a educação das meninas. Para tanto, chegou a fundar uma família religiosa, chamada de “Servas de Santa Úrsula”: uma congregação, bem poderíamos chamar de moderna e profundamente religiosa. Ela queria pouca estrutura para o seu grupo, poucas regras e o mínimo de vida em comum, mas uma união confiante em Deus e nas co-irmãs.

Santa Angela de Merici, rogai por nós!

Oraçã0 – Senhor, Pai de misericórdia, que na virgem Santa Ângela quisestes dar-nos um exemplo de prudência e caridade, concedei-nos que, iluminados pelas suas virtudes e ajudados pela sua intercessão, sejamos fiéis à vossa doutrina em toda a nossa vida. Amém.

Do grego Ággelos, que significa “mensageiro”, derivado do latim Angelus, que quer dizer “anjo”.

Com São Vitaliano, Papa, que se empenhou com especial zelo na salvação dos Anglos.