Santa Ângela de Foligno, Viúva, Mística

Nasceu no ano de 1248, no povoado de Foligno, Úmbria, terra de São Francisco de Assis.

Bela jovem, bem prendada pela natureza, alegre e vaidosa, de família nobre, com dinheiro e um bom status social, casou-se com um moço rico da cidade. Desta união nasceram vários filhos, que aos poucos foram morrendo assim como aconteceu com o pai.

Ângela que gostava muito de se divertir na sociedade aos quarenta anos parou e questionou-se diante dos acontecimentos e do seu vazio interior. “Descontente comigo mesma, comecei a pensar seriamente em minha vida. Deus me mostrou os meus pecados e minha alma encheu-se de pavor, prevendo a possibilidade de minha condenação…Pedi a Nossa Senhora que me conduzisse a um Sacerdote esclarecido ao qual pudesse fazer minha confissão geral”.

Depois foi em romaria até a cidade de Assis, onde está o túmulo de São Francisco, e ali radicalmente se converteu, distribuiu os bens aos pobres e entrou para a Ordem Terceira Franciscana.

Amou o Crucificado no Mistério de sua Paixão, teve experiência profundas com o Senhor vivendo os votos de castidade, pobreza e humildade.
A vida de Santa Ângela, como a dos santos todos, foi selada pela cruz e pela certeza da vitória sobre o Demônio que a tentava na sexualidade e queria vê-la na descrença da misericórdia Divina.

Admiradora de São Francisco de Assis, ela procurava imitá-lo na pobreza e no serviço aos irmãos. Viveu uma profunda experiência mística, a ponto de ser incompreendida pelos próprios contemporâneos.

Ela conta num livro a sua experiência com Deus. Sua autobiografia é tida como uma das mais preciosas obras místicas católicas produzidas na Idade Média, marcando a vida espiritual de muitos cristãos.

Santa Ângela está colocada ao lado de grandes místicos como Santa Teresa, São João da Cruz e outros. É considerada uma das primeiras místicas italianas

Ela dizia: Procure amar a Deus com todo o coração, pois Deus mora no coração. Ele é o único que dá e que pode dar a paz.

Faleceu em 1309, na mesma cidade em que nasceu e viveu.

Santa Ângela, rogai por nós!

Oração – “Não busque a perfeição nas virtudes humanas porque não se pode encontrar perfeição nelas; a perfeição está escondida na cruz de Cristo.”.Amém!

Ângela é a variante feminina de Ângelo, que tem origem no grego Ággelos, que significa “mensageiro”.

 

Com Santa Isabel Ana Seton, Fundadora das Irmãs da Caridade de São José.

Outro Santos.