Beatas Tereza e Sancha de Portugal

A infanta Teresa de Portugal, filha de D. Sancho I, nasceu em 1177 e foi rainha de Leão, tendo tido três filhos antes da declaração da nulidade do seu casamento com Afonso IX, por consanguinidade.

Voltando ao nosso país, recolheu ao mosteiro de Lorvão, onde se fez cisterciense. Restaurou o velho convento e ali se refugiou durante a guerra que seu marido moveu contra o rei português para fazer valer os direitos que alegava deter pelo seu matrimônio então desfeito. Ficou conhecida pela sua caridade para com os humildes e desprotegidos.

Teve papel importante na procura de uma solução para as contendas entre seus sobrinhos Sancho II e Afonso III .

Beata Sancha de Portugal, virgem

Nasceu em Coimbra, filha de D. Sancho I e da rainha D. Dulce, em 1180.

A Infanta D. Sancha recebeu uma educação católica centrada na piedade e na austeridade.

Quando herdou de seu pai a vila de Alenquer e o seu termo, aproveitou para fundar dois conventos, confiando um aos dominicanos e o outro aos franciscanos.

Para si, fundou, em Coimbra, o convento de Celas, com Regra cisterciense, onde veio a falecer morte.

Beatas Sancha e Teresa, rogai por nós!

Sancha: esse nome vem do espanhol numa forma feminina de “sancho” significando “sacrosanta”, “sagrada”, “salvadora”.

São Metódio, Bispo de Olimpo e mártir, que escreveu livros de exposição clara e harmoniosa

 

São Metódio, Bispo de Olimpo, mártir, que escreveu livros de exposição clara e harmoniosa.