O Redentor espera-me com um sorriso

Considerem a mais santa das Comunhões havidas sobre a face da Terra: a Comunhão de Nossa Senhora. Ela estava abrasada no desejo de comungar. No entanto, o anseio d’Ela de receber Nosso Senhor era infinitamente menor do que o d’Ele de ser recebido por Ela, de tal maneira o amor divino é superior ao da criatura.

Portanto, não devemos ir à Comunhão como quem vai submeter Nosso Senhor a um tormento, pensando: “Oh, Ele vai entrar na minha alma indigna!”

De fato é indigna, e eu me confundo. Mas, de outro lado, maravilho-me pensando que, dentro do sacrário, o Divino Redentor está à minha espera com um sorriso; e que nesta minha alma Ele entra com verdadeira delícia, porque, apesar de indigna, ela se encontra em estado de graça. “Minhas delícias consistem em estar com os filhos dos homens” (Pr 8, 31).

Plinio Corrêa de Oliveira (Extraído de conferência de 5/1/1974)
Revista Dr Plinio  267 (Junho de 2020)

Envie seu comentário

Você pode estar interessado