Contraste maravilhoso

O que me toca especialmente na devoção a Nossa Senhora é uma espécie de antinomia harmoniosa e maravilhosa pelo fato de Ela ser tão santa e, entretanto, saber colocar-Se tanto ao nível de todos nós, pecadores. Pensar que Ela, sem perder nada de sua incomensurável superioridade, sabe descer tão ao nosso plano!

Quando rezo à Santíssima Virgem, cogito sobre Ela, trato com Ela, sinto-A enormemente ao meu alcance, ao meu nível. Mas, de outro lado, maior do que eu, nem sei de que jeito! Ela, tão pura, poder — por  assim dizer — “tocar” numa alma que tem manchas, sem Se contaminar em nada; e, tendo todo horror ao pecado, não ficar com horror de mim!

Há aí uma espécie de contraste belíssimo, maravilhoso, em que eu me sinto aceito e assumido por inteiro.

Plinio Corrêa de Oliveira (Extraído de conferência de 25/6/1972)

 

Coordenação do Blog – João Sérgio Guimarães

Envie seu comentário

Você pode estar interessado