Biblia Online

Provérbios, 8

1 - Por ventura não clama a Sabedoria e a inteligência não eleva a sua voz?

2 - No cume das montanhas posta-se ela, e nas encruzilhadas dos caminhos.

3 - Alça sua voz na entrada das torres, junto às portas, nas proximidades da cidade.

4 - É a vós, ó homens, que eu apelo minha voz se dirige aos filhos dos homens.

5 - Ó simples, aprendei a prudência, adquiri a inteligência, ó insensatos.

6 - Prestai atenção, pois! Coisas magníficas vos anuncio, de meus lábios só sairá retidão,

7 - porque minha boca proclama a verdade e meus lábios detestam a iniqüidade.

8 - Todas as palavras de minha boca são justas, nelas nada há de falso nem de tortuoso.

9 - São claras para os que as entendem e retas para o que chegou à ciência.

10 - Recebei a instrução e não o dinheiro. Preferi a ciência ao fino ouro,

11 - pois a Sabedoria vale mais que as pérolas e jóia alguma a pode igualar.

12 - Eu, a Sabedoria, sou amiga da prudência, possuo uma ciência profunda.

13 - O temor do Senhor é o ódio ao mal. Orgulho, arrogância, caminho perverso, boca mentirosa: eis o que eu detesto.

14 - Meu é o conselho e o bom êxito, minha a inteligência, minha a força.

15 - Por mim reinam os reis e os legisladores decretam a justiça

16 - por mim governam os magistrados e os magnatas regem a terra.

17 - Amo os que me amam. Quem me procura, encontra-me.

18 - Comigo estão a riqueza e a glória, os bens duráveis e a justiça.

19 - Mais precioso que o mais fino ouro é o meu fruto, meu produto tem mais valor que a mais fina prata.

20 - Sigo o caminho da justiça, no meio da senda da eqüidade.

21 - Deixo os meus haveres para os que me amam e acumulo seus tesouros.

22 - O Senhor me criou, como primícia de suas obras, desde o princípio, antes do começo da terra.

23 - Desde a eternidade fui formada, antes de suas obras dos tempos antigos.

24 - Ainda não havia abismo quando fui concebida, e ainda as fontes das águas não tinham brotado.

25 - Antes que assentados fossem os montes, antes dos outeiros, fui dada à luz

26 - antes que fossem feitos a terra e os campos e os primeiros elementos da poeira do mundo.

27 - Quando ele preparava os céus, ali estava eu quando traçou o horizonte na superfície do abismo,

28 - quando firmou as nuvens no alto, quando dominou as fontes do abismo,

29 - quando impôs regras ao mar, para que suas águas não transpusessem os limites, quando assentou os fundamentos da terra,

30 - junto a ele estava eu como artífice, brincando todo o tempo diante dele,

31 - brincando sobre o globo de sua terra, achando as minhas delícias junto aos filhos dos homens.

32 - E agora, meus filhos, escutai-me: felizes aqueles que guardam os meus caminhos.

33 - Ouvi minha instrução para serdes sábios, não a rejeiteis.

34 - Feliz o homem que me ouve e que vela todos os dias à minha porta e guarda os umbrais de minha casa!

35 - Pois quem me acha encontra a vida e alcança o favor do Senhor.

36 - Mas quem me ofende, prejudica-se a si mesmo quem me odeia, ama a morte.