Biblia Online

Jó, 10

1 - A minha alma está desgostosa da vida, dou livre curso ao meu lamento falarei na amargura de meu coração.

2 - Em lugar de me condenar, direi a Deus: Mostra-me por que razão me tratas assim.

3 - Encontras prazer em oprimir, em renegar a obra de tuas mãos, em favorecer os planos dos maus?

4 - Terás olhos de carne, ou vês as coisas como as vêem os homens?

5 - Serão os teus dias como os dias de um mortal, e teus anos, como os dos humanos,

6 - para que procures a minha culpa e persigas o meu pecado,

7 - quando sabes que não sou culpado e que ninguém me pode salvar de tuas mãos?

8 - Tuas mãos formaram-me e fizeram-me mudando de idéia, me destruirás!

9 - Lembra-te de que me formaste como o barro far-me-ás agora voltar à terra?

10 - Não me ordenhaste como leite e coalhaste como queijo?

11 - De pele e carne me revestiste, de ossos e nervos me teceste:

12 - concedeste-me vida e misericórdia tua providência conservou o meu espírito.

13 - Mas eis o que escondias em teu coração, vejo bem o que meditavas.

14 - Se peco, me observas, não perdoarás o meu pecado.

15 - Se eu for culpado, ai de mim! Se for inocente, não ousarei levantar a cabeça, farto de vergonha e consciente de minha miséria.

16 - Esgotado, me caças como um leão. Não cessas de desfraldar contra mim teu estranho poder

17 - redobras contra mim teus assaltos, teu furor cresce contra mim, e vigorosas tropas vêm-me cercar.

18 - Por que me tiraste do ventre? Teria morrido nenhum olho me teria visto.

19 - Teria sido como se nunca tivesse existido: do ventre, me teriam levado ao túmulo.

20 - Não são bem curtos os dias de minha vida? Que ele me deixe respirar um instante,

21 - antes que eu parta, para não mais voltar, ao tenebroso país das sombras da morte,

22 - opaca e sombria região, reino de sombra e de caos, onde a noite faz as vezes de claridade.