Vinde, ó Espírito Santo

Vinde, ó Espírito Santo

Vinde, ó Espírito Santo,
E enviai do Céu
Um raio de vossa luz.
Vinde, Pai dos pobres,
Vinde, dispensador dos dons,
Vinde, luz dos corações.
Consolador por excelência,
Doce hóspede da alma,
Nosso doce refrigério.
No trabalho sois repouso;
No ardor sois calma;
No pranto, consolo.
Ó luz beatíssima,
Penetrai até o fundo do coração
Dos que Vos são fiéis.

Sem vossa graça,
Nada há no homem,
Nada que não lhe seja nocivo.
Lavai o que é impuro,
Fecundai o que é estéril,
Ao que está ferido, curai.
Dobrai o que é rígido,
Aquecei o que é frio,
V/. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R/. E renovareis a face da Terra.

E o que se extraviou, guiai.
Dai aos que Vos são fiéis,
E em Vós confiam,
Os sete dons sagrados.
Dai-lhes o mérito da virtude,
A salvação no termo da vida,
A eterna felicidade.
Amem.

Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo; concedei-nos que no mesmo Espírito conheçamos o que é reto, e gozemos sempre as suas consolações. Por Cristo Nosso Senhor. Amem.


Voltar