Pequeno Ofício da Imaculada Conceição

Pequeno Ofício da Imaculada Conceição

Matinas
V. Entoai, + agora, lábios meus,
R. Glórias e dons da Virgem Mãe de Deus.
V. Em meu socorro + vinde já, Senhora.
R. Do inimigo livrai-me, vencedora.
Glória ao Pai... (Aleluia)

Hino
Salve, ó Virgem Mãe, Senhora minha,
Estrela da Manhã, do Céu Rainha: 
Cheia de graça sois; salve, luz pura,
Valei ao mundo e a toda criatura.
Para Mãe o Senhor Vos destinou,
Do que os mares, a terra e céus criou.
Preservou Ele a vossa Conceição
Da mancha que nós temos em Adão. Amem.
V. Deus a escolheu e predestinou.
R. No seu tabernáculo a fez habitar.
V. Protegei Senhora, a minha oração.
R. E chegue até Vós o meu clamor.


Oremos: Santa Maria, Rainha dos céus, Mãe de
Nosso Senhor Jesus Cristo e dominadora do mundo,
que a ninguém desamparais nem desprezais; ponde,
Senhora, em mim, os olhos de vossa piedade e
alcançai-me de vosso amado Filho o perdão de todos
os meus pecados, para que, venerando agora, afetuosamente,
a vossa Imaculada Conceição, consiga depois,
a coroa da eterna bem-aventurança: por mercê do
mesmo vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, que
com o Pai e o Espírito Santo vive e reina em unidade
perfeita, Deus, pelos séculos dos séculos. Amém.
V. Protegei Senhora, a minha oração.
R. E chegue até Vós o meu clamor.
V. Bendigamos ao Senhor.
R. Demos graças a Deus.
V. As almas dos fiéis defuntos, por misericórdia de
Deus, descansem em paz.
R. Amém.

Prima
V. Em meu socorro + vinde já, Senhora.
R. Do inimigo livrai-me, vencedora.
Glória ao Pai... (Aleluia)

Hino
Salve, prudente Virgem destinada
Para dar ao Senhor digna morada.
Com as sete colunas da Escritura,
Do templo a mesa ornou-Vos em figura.
Fostes livre do mal que o mundo espanta,
E no seio materno sempre santa.
Porta dos Santos: Eva, mãe da vida.
Estrela de Jacob aparecida.
Sois armado esquadrão contra Lusbel;
Sede amparo e refúgio à grei fiel. Amem.
V. Ele próprio a criou no Espírito Santo.
R.E a representou maravilhosamente em todas as suas obras.
V. Protegei, Senhora... (repetem-se as mesmas orações do final de Matinas).

Tércia
V. Em meu socorro + vinde já, Senhora.
R. Do inimigo livrai-me, vencedora.
Glória ao Pai... (Aleluia)

Hino
Salve áureo trono, íris de bonança,
Sarça de Horeb e arca de aliança.
De Jessé vara, velo de Gedeão,
Porta fechada, favo de Sansão.
Por decoro do Filho não podia
O labéu de Eva macular Maria;
Nem devia tal Mãe assim eleita,
Por um momento à culpa estar sujeita. Amém.
V. Eu moro no mais alto dos céus.
R.E o meu trono está sobre a coluna de nuvem.
V. Protegei, Senhora... (repetem-se as mesmas orações do final de Matinas).

Sexta

V. Em meu socorro + vinde já, Senhora.
R. Do inimigo livrai-me, vencedora.
Glória ao Pai... (Aleluia)
Hino
Salve, Mãe pura, templo da Trindade,
Prazer dos céus, mansão de castidade.
Éden celeste, alívio da tristeza,
Palma constante, cedro de pureza.
Terra bendita sois, sacerdotal,
Sempre isenta da culpa original.
Cidade santa, porta do oriente,
De graças para nós fonte corrente. Amém.
V. Como a açucena entre os espinhos,
R. Assim é a minha predileta entre as filhas de Adão.
V. Protegei, Senhora... (repetem-se as mesmas orações do final de Matinas).

Noa
V. Em meu socorro + vinde já, Senhora.
R. Do inimigo livrai-me, vencedora.
Glória ao Pai... (Aleluia)

Hino
Salve grande torre de David armada,
De refúgio cidade reservada.
Ardendo em zelo desde a Conceição,
Prostrais a fúria do infernal dragão.
Tendes, mais que Judith, o braço ousado,
E do sumo David o puro agrado.
Deu Raquel ao Egito um provedor,
Maria deu ao mundo o Salvador. Amém.
V. Toda sois formosa, ó Mãe querida.
R. E a mancha original nunca tocou em Vós.
V. Protegei, Senhora... (repetem-se as mesmas orações do final de Matinas).
Vésperas
V. Em meu socorro + vinde já, Senhora.
R. Do inimigo livrai-me, vencedora.
Glória ao Pai... (Aleluia)

Hino
Relógio de Ezequias, que atrasado
Foi para o sol divino nos ser dado.
Em Vós o imenso quis ser abatido,
Para que ao Céu fosse o mortal subido.
Brilhando com os raios de tal sol,
É vossa Conceição claro arrebol.
Guiai-nos, pois, calcada a serpe crua,
Ó entre espinhos flor, piedosa lua. Amém.
V. Eu fiz nascer no Céu a luz que não se apaga.
R. E cobri como névoa a terra toda.
V. Protegei, Senhora... (repetem-se as mesmas orações do final de Matinas).

Completas
V. Converta-nos, Jesus, + por vosso amor.
R.E retire de nós o seu furor.
V. Em meu socorro vinde já, Senhora.
R. Do inimigo livrai-me, vencedora.
Glória ao Pai... (Aleluia)

Hino
Salve, florente Virgem ilibada,
Meiga Rainha de astros coroada.
Mais pura que os Anjos, tendes trono
À direita do Rei, em nosso abono.
Ó Mãe da graça, nossa doce esperança,
Do mar estrela e porto de bonança.
Porta do Céu, saúde na doença,
De Deus guiai-nos à feliz presença. Amém.
V. Vosso nome, ó Maria, é como um bálsamo.
R. Muito Vos amam vossos fiéis servos.
V. Protegei, Senhora... (repetem-se as mesmas orações do final de Matinas).
Depois do Ofício
Aceitai, ó Virgem, esta devoção,
Em louvor da vossa pura Conceição.
Sede-nos na vida defensora e guia;
Sede-nos alento em nossa agonia.
Ó Mãe de bondade, ó doce Maria.


Antífona: Esta é a Virgem admirável, na qual não houve a nódoa original, nem sombra de pecado.
V. Na vossa Conceição, ó Virgem, fostes imaculada.
R. Rogai por nós ao eterno Pai, cujo Filho destes ao mundo.

Oremos: Ó Deus, que pela Imaculada Conceição da Virgem preparastes ao vosso Filho uma digna morada:
nós Vos rogamos que, pois, em virtude da previsão da morte do mesmo vosso Filho a preservastes de toda
a mancha, também nos concedais que purificados por sua intercessão, cheguemos à vossa divina presença.

Pelo mesmo Jesus Cristo, Nosso Senhor. Amem.



Voltar