Ó Clementíssimo Senhor (Santo Ambrósio)

Ó Clementíssimo Senhor (Santo Ambrósio)

       Ó clementíssimo Senhor Jesus Cristo, eu, indigno pecador, desconfiando profundamente dos meus próprios merecimentos, e confiando absolutamente na vossa misericórdia e bondade, receio e tremo ao aproximar-me da mesa do vosso suavíssimo e dulcíssimo banquete. É que, Senhor, apesar de Vos haver consagrado o meu coração e o meu corpo, reconheço que muitas vezes os tenho manchado com numerosos pecados, pois não tenho vigiado e guardado cuidadosamente a minha inteligência e as minhas palavras. Eis por que, ó Bondade infinita, ó Majestade incomparável, encontrando-me reduzido ao último extremo da miséria, venho a Vós, que sois a fonte da misericórdia, para ser curado; e, não podendo suportar os rigores do meu Juiz, confio na vossa proteção, ó meu Salvador, e invoco ardentemente as vossas misericórdias. A Vós, Senhor, revelo as minhas chagas; a Vós, Senhor, confesso toda a minha vergonha. Sei que os meus pecados são grandes e numerosos, o que me enche de temor; mas também confio absolutamente na vossa misericórdia, que sei ser infinita. Lançai sobre mim os vossos olhares misericordiosos, ó Senhor Jesus, Rei eterno, Deus e homem, que fostes crucificado por causa dos mesmos homens. Escutai-me, pois espero em Vós. Tende piedade de mim, que sou miserável pecador, Vós que nunca deixais de espalhar pela Terra as águas de misericórdia.

      Eu Vos saúdo, ó Vítima da salvação, oferecida no madeiro da Cruz, pelo resgate do gênero humano e por mim! Eu Vos saúdo, ó Sangue nobre e preciosíssimo brotando das Chagas do Crucificado, meu Senhor Jesus Cristo, e lavando os pecados do mundo inteiro! Ó Senhor, lembrai-Vos desta vossa indigníssima criatura que resgatastes com o vosso Sangue. Arrependo-me de haver pecado, e desejo ardentemente emendar-me. Arrancai de mim todas as minhas iniquidades e pecados, a fim de que, puro de coração e de corpo, possa amar dignamente o Santo dos santos.

      Permiti, pela vossa graça, que a Hóstia santíssima do vosso Corpo e Sangue que, apesar de indigno, me preparo para receber, seja para remissão dos meus pecados, purifique-me inteiramente das minhas faltas, afaste de mim os maus pensamentos, desperte na minha alma bons sentimentos, obrigue-me a praticar salutares ações, segundo a vossa vontade, seja, enfim, para minha alma e para meu corpo, um abrigo seguro contra todas as ciladas dos meus inimigos. Assim seja.


Voltar